Imprimir esta página
Policial de licença médica surta ao ser flagrado trabalhando em feira livre (reprodução)
11
Abril

Policial de licença médica surta ao ser flagrado trabalhando em feira livre

  Extra
PUBLICIDADE

Um cabo do 31º BPM (Barra da Tijuca) está internado no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), após um surto na manhã deste domingo, em uma feira livre, em Campo Grande. Marco Aurélio Martins de Andrade foi flagrado trabalhando em uma barra de peixes na feira enquanto está de licença médica da PM.
De acordo com a ocorrência, numa operação da 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM), uma equipe da Corregedoria foi ao local após investigações apontarem que o cabo estaria trabalhando no período em que está licenciado, entre os dias 4 e 14 de abril. Quando o capitão Marcos, que comandava a equipe, foi falar com o cabo, Aurélio se alterou, quebrou isopores, jogou mesas e cadeiras no chão, além de ter lançado peixes em cima da equipe.O PM, ainda, segundo a ocorrência, ameaçou a equipe com um facão, dizendo que iria matar todos. Aurélio recebeu voz de prisão. Na chegada da ambulância do Corpo de Bombeiros — solicitada pelo pai e pela esposa —, o cabo ainda agrediu o pai, derrubou algumas barracas e fugiu.
De acordo com a Polícia Militar, a operação tratou de uma ação interna correcional da corporação, executada pela Corregedoria da PMERJ, que ainda vai definir qual medida disciplinar será tomada.
Um policial militar, que não quis se identificar, contou ao EXTRA que o cabo Aurélio já havia sido excluído da PM em 2005, após o filho de um coronel acusá-lo de ele ter lhe pedido R$ 20.
— Recentemente, ele foi reintegrado na Pmerj, pois a Justiça deu mérito de reintegração a ele. Desde essa época, ele já era vendedor de peixe. Até hoje, isso é para salvar sua prata na folga honestamente. A barraca de peixe é da esposa dele — afirmou o PM.

PUBLICIDADE