Imprimir esta página
Inspirada em aplicativo de paquera, empresa lança rede social para relacionamento entre cães (reprodução web)
14
Outubro

Inspirada em aplicativo de paquera, empresa lança rede social para relacionamento entre cães

  Antônio Werneck
PUBLICIDADE

Cariocas criaram o Dogs App, aos moldes do Tinder, para quem procura o par perfeito para o animal de estimação

RIO — Em seu perfil, o charmoso basset Fera garante: “Sou um cão amigo. Busco uma namorada parceira”. Ele é um dos participantes de uma rede social boa para cachorro, criada por uma empresa carioca que desenvolveu o aplicativo Dogs App, no qual usuários podem procurar a companhia certa para seus animais de estimação. Na página de apresentação, dois cachorros parecem se abraçar, e um texto vai diretamente ao ponto: “Nós acreditamos no valor de uma amizade. Por isso, ajudamos você a encontrar novos amigos para o seu melhor amigo”.

Inspirados pelo sucesso mundial do Tinder, aplicativo direcionado a pessoas que querem iniciar amizades e romances, Henrique Freitas, Carol Rezende e Thainã Monteiro criaram o DogsApp. O projeto nasceu durante passeios pela cidade, e tem como objetivo unir não apenas cachorros, mas também seus donos.

— Sempre víamos pessoas com um ar solitário caminhando pela orla da Zona Sul com seus cães. Percebemos que havia uma oportunidade de negócio — disse Freitas.

Lançado no fim do mês passado, o DogsApp tem, atualmente, cerca de 160 perfis cadastrados em todo o país. No Rio, são 80 usuários. Por enquanto, a versão do App está disponível apenas para o sistema Android.

— O aplicativo é gratuito e está disponível na loja do Google. Até o fim do ano também deverá estar presente no sistema IOS, da Apple. Os perfis têm fotos dos animais e permitem conversas entre seus donos. Nossa ideia foi criar uma grande rede de amizades, tendo cachorros como elos — afirmou Carol.

No DogsApp, é possível encontrar cães por localização, raça, sexo, idade e peso. O aplicativo ainda informa se o animal está disponível para cruzamentos. Como no Tinder, o usuário indica se gostou de um cachorro ao ver sua imagem. Caso haja uma combinação de resultados, pode-se dar início a um bate-papo virtual.

— Queremos conectar pessoas. Esse é o objetivo de qualquer rede social, e o DogsApp não poderia ser diferente. Mas queremos também valorizar a relação entre cachorros, que podem ganhar novos amigos, e, quem sabe, um amor — explicou Freitas.

A técnica de marketing Michele Silva, moradora de Laranjeiras, já aderiu ao Dogs App. Dona de Lilly, uma cocker spaniel que está perto de completar dois anos, ela busca um namorado para a cadelinha.

Baixei o aplicativo depois de um compartilhamento pelo Facebook. Estou gostando muito. Fiz amizades com outros donos de cães da mesma raça, mas ainda não encontrei um parceiro ideal para Lilly. Porém, acho que a hora dela chegará logo — disse a técnica de marketing.

Michele afirmou que passeia muito com Lilly pelo Aterro do Flamengo, mas considera o aplicativo o meio mais seguro para buscar um parceiro para sua cadelinha:

— É complicado parar na rua para conversar com uma pessoa que você não conhece.

Informações adicionais

PUBLICIDADE